Chris-Weidman-cinta-jpgDemian Maia, Anderson Silva, Lyoto Machida e Vitor Belfort. Todos possuem uma coisa em comum: perderam para Chris Weidman, o campeão da divisão dos médios do Ultimate Fighting Championship. Já um ‘carma’ na vida de lutadores brasileiros no evento de MMA mais popular do planeta, o americano se mostrou empolgado e garantiu bater até o esportista mais importante da nação verde-amarela.

“Aceito enfrentar qualquer um que acredita que pode me bater. Eu provavelmente venceria o Pelé no futebol. Eu venço os brasileiros em tudo. Sou um atleta completo”, discursou o americano, rei da divisão até 84kg, em entrevista concedida ao canal canadense TSN.

O discurso extremamente confiante reflete a atual posição de Chris Weidman dentro do UFC. O americano, que soma quatro resultados positivos contra brasileiros (duas vezes contra Anderson, uma diante de Lyoto e outra ante Vitor Belfort), está invicto depois de 13 lutas no MMA profissional.

A relação de Weidman torna o americano um dos maiores algozes de brasileiros da história do UFC. Além dos quatro triunfos seguidos, o americano também derrotou Demian Maia em janeiro de 2012, quando ainda sonhava em alcançar o topo da divisão dos médios.

Weidman alcançou o topo da categoria ao chocar o mundo em julho de 2013. O americano nocauteou Anderson Silva e acabou com o reinado do brasileiro, tratado até pela direção o UFC como o ‘maior lutador da história’ a passar pelo evento desde a fundação.

O campeão manteve o cinturão ao derrotar Anderson novamente em dezembro de 2013, em luta marcada pela grave lesão do brasileiro – o ‘Aranha’ fraturou a perna. Depois, Weidman passou por Lyoto Machida por decisão unânime e nocauteou Vitor Belfort, em maio deste ano.

 

ESPN