Zagueiro Murillo marcou o único gol da partida em Santiago (Foto: Nelson Almeida / AFP)
Zagueiro Murillo marcou o único gol da partida em Santiago (Foto: Nelson Almeida / AFP)

O Brasil perdeu para a Colômbia por 1 a 0, na noite desta quarta (17), pela segunda rodada da Copa América. A seleção fez um jogo apagado, tomando o gol do zagueiro colombiano Murillo ainda no primeiro tempo. O resultado embolou a disputa no Grupo C, com Venezuela, Brasil e Colômbia empatados com uma vitória.

Os brasileiros decidirão a vaga na próxima fase contra os venezuelanos no domingo (21), às 18h30.

O jogo

Com mudanças no time que estreou na Copa América e jogando de azul, Thiago Silva e Roberto Firmino entraram no time titular no lugar de David Luiz e Diego Tardelli, a seleção não realizou um bom primeiro tempo.

A seleção colombiana jogava com inteligência, dominava o jogo, mas não levava muito perigo ao gol brasileiro. Aos 36 minutos, a Colômbia conseguiu abrir o placar. Após cruzamento da área de Cuadrado, a bola sobrou para Murillo que fuzilou o gol de Jefferson.

Só aos 44, o Brasil conseguiu criar uma oportunidade de gol. Após cruzamento de Daniel Alves, Neymar conseguiu cabecear na pequena área, mas o goleiro Ospina conseguiu uma grande defesa.

No intervalo do jogo, o técnico Dunga sacou o meia Fred para entrada de Philippe Coutinho. Logo aos 5 minutos, Neymar teve a chance de empatar. O atacante avançou sozinho pela meia esquerda, invadiu a área, mas chutou errado, longe do gol de Ospina.

Aos 13 minutos, após confusão na saída de bola da Colômbia, a bola sobrou para Firmino, sozinho na área e sem goleiro, chutar para fora.

Com Neymar mal no jogo, a seleção também não rendia. Dunga colocou Douglas Costa e Tardelli para jogar no lugar de Willian e Elias. Mas mesmo assim o time continuou mal e não consegiu mudar o placar. Esta foi a primeira derrota de Dunga na seleção desde seu retorno após a Copa de 2014.

A partida ainda terminou com os ânimos exaltados. Neymar deu uma bolada em Armero, na confusão, Carlos Bacca empurrou o brasileiro para longe. O árbitro chileno Enrique Osses acabou expulsando Neymar e Bacca.

EBC