Alexandre Nero (Romero) em cena de A Regra do Jogo, novela das nove da Globo
Alexandre Nero (Romero) em cena de A Regra do Jogo, novela das nove da Globo

Romero (Alexandre Nero) vai continuar dando uma de herói em A Regra do Jogo, novela das nove da Globo. Ele será capturado por capangas de Zé Maria (Tony Ramos), que o espancarão durante horas. Mesmo à beira da morte, o ongueiro não entregará o paradeiro de Toia (Vanessa Giácomo). “Um dos problemas de interrogar cabeça-dura é que machuca a mão da gente. Eu já tô satisfeito de te bater, mas, pra eu parar, você precisa me ajudar”, dirá Zé Maria.

A sequência começará com Romero cercado de homens armados na porta de um casebre em Curicica (zona oeste do Rio de Janeiro). Romero será denunciado a Zé Maria por Atena (Giovanna Antonelli). Ela ficará revoltada com o amante, que a usou para conseguir documentos secretos da facção criminosa, e ainda a abandonou no alto de um prédio em construção sem ter como descer e sem celular. Ela dará um jeito de sair de lá e trair o amado. A loira telefonará para Zé Maria e dirá onde o ongueiro está.

Romero será capturado e mantido preso no casebre, que pertence a Atena. Foi lá que a mãe da golpista passou os últimos anos de vida. Logo que for pego pelos capangas da facção, Romero pedirá para um deles matá-lo, mas o bandido avisará que não é assim. Eles o amarrarão em uma cadeira até Zé Maria chegar e dar início ao interrogatório e a pancadaria.

Depois de esmurrar o rosto do pai de Dante (Marco Pigossi) várias vezes, Zé Maria até pedirá um balde com gelo para colocar sua mão. Ele ordenará que também tragam Atena (Giovanna Antonelli) ao local. O bandido acusará a loira de ser cúmplice de Romero no roubo dos documentos comprometedores.

Foi a loira quem “passou a mão” na papelada, que tem prestação de contas e nomes de líderes da organização criminosa. Ela entregará parte dos documentos a Romero para ele chantagear os “irmãos” e não ser morto. O restante da papelada o ex-vereador só conseguirá depois de armar uma cilada para Atena. É aí que ele vai deixá-la presa no edifício em construção.

Prova de amor
No entanto, o ongueiro não vai dedurar a golpista. “Ela não me entregou nada, Zé. Eu já disse, eu consegui os documentos com o Paturi [Glicério do Rosário]. É verdade. Por que que eu ia proteger a Atena?”, indagará Romero.

Atena ficará comovida. Zé Maria dará cinco minutos para a “viúva se despedir do defunto”. A próxima cena de Romero mostrará ele agonizando, amarrado em uma cadeira, com a cabeça caída, desacordado.

“O cara já falou tudo. A gente já arrancou tudo que dava pra arrancar dele, ele não vai dizer onde tá a garota. Já não tá na hora da gente passar ele?”, perguntará um dos capangas de Zé Maria. O chefe dirá que não, que vai esperar ele acordar de novo para mais uma sessão de tortura.

A sequência está prevista para ir ao ar partir do dia 7.

Do Notícias da TV