Cadastro no programa pode ter sido realizado por “uma falha do sistema ou por equívoco” de uma servidora- Foto: Portal25Horas

Após circular na imprensa estadual a informação de que recebeu recursos provenientes do auxílio emergencial, benefício pago pelo Governo Federal e destinado para pessoas atingidas pelos efeitos da pandemia do novo coronavírus, a primeira-dama do município de Alagoa Grande, Adriana Karla de Melo Lima, disse por meio de nota, nesta quinta-feira (4), que foi cadastrada no programa por engano.

De acordo com Adriana Karla, o cadastro no programa pode ter sido realizado por “uma falha do sistema ou por equívoco” de uma colaboradora enquanto realizava procedimentos de testes para esclarecer o funcionamento do aplicativo Caixa|Auxílio Emergencial.

“Com a liberação do auxílio emergencial por parte do Governo Federal, houve uma grande demanda na cidade por informações sobre como funcionaria o sistema de distribuição dessa verba para a população e, com o intuito de entender o funcionamento do APP Caixa | Auxílio Emergencial, a primeira-dama realizou, a título de teste, com a ajuda de uma colaboradora, todo o procedimento de inscrição, utilizando seus dados pessoais, tomando o cuidado, no entanto, de não concluir o processo de inscrição”, diz um trecho da nota.

Adriana diz, ainda em nota, que dias depois foi comunicada por mensagem que havia sido depositado uma quantia em dinheiro em conta digital aberta sem sua solicitação. “Diante desse fato, a senhora Adriana procurou um advogado para se informar sobre os procedimentos necessários para sanar o problema e efetuar a devolução integral dos valores recebidos”, continua.

Conforme a assessoria da primeira-dama, todos os procedimentos foram realizados e o valor foi devolvido a Caixa Econômica Federal no dia 18 de maio.

O Auxílio Emergencial é um benefício financeiro destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus – COVID 19.