Foto: Portal G8

A tarde desta 1º de janeiro de 2021 foi diferente em Belém (PB), a terra do pão. Em meio as desilusões remanescentes da pandemia, um sentimento de esperança tocou a todos durante a posse dos eleitos para os poderes Executivo e Legislativo.

Não há estímulo maior para as novas gerações: uma senhora de 78 anos de idade abdicar do conforto de sua casa e da privacidade de seus negócios para cuidar, sem vantagens pessoais, de uma cidade. Isso de fato é começar o ano com o pé direito, e esquerdo também.

A prefeita empossada, Aline Barbosa, em seu discurso, resumiu todo o seu compromisso em três palavras: trabalho, trabalho e trabalho. Não se pode esperar algo diferente de uma mulher vencedora e capaz em tudo que faz. E além de toda sua experiência de vida e gestão, Aline conta com o coração gigante e a fidelidade da sua vice-prefeita Crisneilde Rodrigues. Sintonia e cumplicidade são marcas registradas dessa dupla.

Mas dizem que alegria só presta grande. Eis que os vereadores elegeram para presidente, por 7 x 4, outro exemplo de civilidade e maturidade: Severino Porpino (Bau), aos 75 anos de idade.

O caminho que Belém decidiu percorrer foi o da responsabilidade, seja na Prefeitura ou Câmara a população terá duas pessoas com maturidade suficiente para fazer o melhor pela população.

Nos próximos anos será assim: Vovó na Prefeitura e vovô na Câmara!

Nas grandes civilizações os mais experientes não são descartados, pelo contrário, são exaltados por tudo que fizeram e por tudo ainda por podem fazer.

Rafael San – ManchetePB