Marcelo do Sindicato concorre ao cargo de prefeito pela segunda vez – Foto: internet.

PILÕEZINHOS (PB) – “Só adesivamos 20% dos carros. Por mim não faria, mas ninguém segura o povo”. Com esse argumento o candidato a prefeito de Pilõezinhos pelo PSDB, Marcelo do Sindicato, justificou a possibilidade de realização de mais um evento político.

Apesar de ter entrado na justiça contra a coligação liderada por Mônica e Risó, em razão da promoção de evento político com aglemação, Marcelo admitiu que sua coligação fará mais um evento para adesivagem e que não pode segurar o povo. “Por mim não teria, mas ninguém segura o povo”, disse Marcelo ao criticar aglomerações na cidade, por conta da atual pandemia.

A assessoria jurídica do sindicalista pediu uma multa de 50 mil reis para Mônica e Risó por um evento realizado no último domingo (11). O presidente do PSB de Pilõezinhos, Cledson Mendes, chamou essa ação de hipocrisia pois, segundo ele, os adversários cobram o que nunca cumpriram. 

As declarações de Marcelo foram dadas em entrevista concedida a Rádio Rural de Guarabira nesta quarta-feira (14).

Entrevista foi transmitida em live.

ManchetePB