A Polícia Militar interceptou mais um ‘delivery’ de drogas que vinha agindo em Campina Grande. Dessa vez, duas pessoas que já tinham passagens pela polícia foram presas quando transportavam porções de crack e maconha para Lagoa Seca, em uma motocicleta. A prisão aconteceu no início da noite dessa quinta-feira (21).

Os suspeitos, sendo o piloto da moto de 41 anos de idade, e que usava colete de mototaxi, e o garupa, de 45 anos, foram detidos na avenida Manoel Tavares, no bairro do Alto Branco. A dupla foi interceptada pelos policiais da 2ª Companhia Especializada em Policiamento com Motocicletas (2ª CEPMotos), que atuavam na região para combater essas e outras práticas criminosas.

Antes da abordagem, os suspeitos ainda tentaram se livrar de um pacote com um tablete de substância análoga ao crack, mas o entorpecente foi apreendido pela PM. Com a dupla, os policiais encontraram ainda outra sacola com maconha. Segundo os policiais que fizeram a prisão, o piloto confessou que os entorpecentes seriam entregues em Lagoa Seca.

Ele já foi preso pelos crimes de roubo e pela Lei Maria da Penha, e o garupa também tem passagem pela polícia por furto. A dupla e as drogas apreendidas foram encaminhadas para a Central de Polícia.

Outras ações – Com essa ação, sobem para 66 as prisões em flagrante da 2ª CEPMotos, sendo 16 presos por tráfico de drogas, em seis meses de atuação da Companhia. Nesse mesmo período, foram 14 mandados de prisão cumpridos pelos policiais da unidade operacional, 13 armas de fogo apreendidas e 20 veículos recuperados em Campina Grande e região.