Jr de Jair em live pelo Facebook. Foto: internet.

Na noite desta terça-feira (15), o ex-vereador de Jacaraú, Jr de Jair (PV), cotado para ser pré-candidato a vice-prefeito na chapa majoritária do Partido ao lado do empresário Aquino Móveis, anunciou seu rompimento com o grupo e afastamento da campanha para o pleito de 2020.

Em live divulgada no próprio perfil do Facebook, o ex-vereador acusa Aquino de não ter cumprido acordo firmado entre eles. Segundo Jr de Jair, no início deste ano ele entregou a presidência do Partido Verde para Aquino, para que juntos eles formassem a chapa para disputar as eleições.

Nas redes sociais, os aliados de Aquino defendem o pré-candidato a prefeito, dizendo que a escolha do nome do vice na chapa, foi escolhido por meio de pesquisa onde o nome do ex-prefeito do município, Dr. Pedro Batista, teria sido o escolhido, e que essa pesquisa seria de conhecimento e aceitação do próprio Jr de Jair.

O resultado da pesquisa, porém, foi questionado pelo ex-vereador e também por outras lideranças políticas que o seguiram Jr de Jair em sua decisão, abandonando junto com ele o projeto de Aquino Móveis.

Um desses nomes é o do ex-vereador Léo da Motta, que também participou da live e não poupou críticas a decisão do pré-candidato Aquino. Léo da Motta foi duro nas palavras e disse que o projeto do PV, liderado por Aquino Móveis, “é um projeto natimorto”, enfatizou. Ele ainda usou o espaço para se dirigir a população pedindo para que “não votassem em candidato mentiroso, que não cumpre com seus compromissos”, sem citar nomes.

Perguntado sobre os rumos nessa eleição, Jr de Jair garantiu que se afastaria do PV e se manteria em posição de neutralidade, mas deixaria seus aliados livres para escolher seguir com quem quisesse. Na Cidade a especulação é de que o grupo deve se aliar ao projeto de oposição que tem o nome do ex-prefeito João Ribeiro, como pré-candidato a prefeito, informação não confirmada pelo ex-vereador.

Da redação ManchetePB