O Governo do Estado, por meio da Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), acaba de firmar uma parceria internacional com o objetivo de desenvolver métodos e estratégias para o monitoramento do ar atmosférico na Paraíba. O trabalho será desenvolvido juntamente com o Laboratório Klimapolis, do Instituto Max-Planck de Meteorologia, por meio de reuniões técnicas e capacitações.

“Com a parceria, será possível fazer um diagnóstico preciso das condições do ar, o que é imprescindível para que adotemos as soluções necessárias no combate a essas fontes poluidoras. Assim, esperamos contribuir com o controle dos impactos adversos provocados pelas mudanças climáticas em nosso estado”, comentou o superintendente da Sudema, Marcelo Cavalcanti.

O coordenador do Laboratório Klimapolis, Nico Caltabiano, acredita que dar uma aplicação prática ao conhecimento gerado nos institutos de pesquisa e educação deve gerar grandes benefícios à população. “Essa colaboração irá possibilitar visitas técnicas de parceiros alemães e brasileiros, aumentando a troca de informações sobre problemas ambientais locais e sobre soluções que a Sudema já possui”, destacou.

Também são parceiros do projeto a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente/SP, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), além de instituições de ensino superior.

O Laboratório Klimapolis, sediado em Hamburgo, na Alemanha, atua na relação entre o clima, a poluição da água e do ar, e a sociedade, buscando definir, com autoridades municipais, estaduais e outros atores urbanos, abordagens para o desenvolvimento de cidades sustentáveis e melhores estruturas de governança.