Cruzes foram colocadas por manifestantes na praia de Tambaú em João Pessoa na madrugada deste domingo (7) — Foto: Divulgação

A praia de Tambaú, em João Pessoa, amanheceu neste domingo (7) com várias cruzes espalhadas pela areia. A ação foi um protesto contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O ato simbólico de espalhar cruzes na praia foi para lembrar os mortos pela pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) e protestar contra as medidas adotadas pelo governo federal para combater a Covid-19.

Os manifestantes se identificaram como “militantes de diversas áreas, organizadas e organizados em grupo de WhatsApp”. Segundo um dos organizadores do protesto, o presidente do Psol na Paraíba, Tárcio Teixeira, a ação integra uma mobilização nacional marcada para este domingo (7) contra o presidente Bolsonaro.

A ideia da intervenção visual como protesto foi de demonstrar indignação contra o governo federal, mas respeitando as medidas de distanciamento, uso de máscaras e o isolamento social rígido estabelecido na região metropolitana de João Pessoa, que teve início no dia 1° de junho.

Além de cruzes, manifestantes deixaram boneco com a cara do presidente e faixas próximo ao Busto de Tamandaré, em João Pessoa — Foto: Divulgação

Além das cruzes, os manifestantes levaram um boneco com o rosto do presidente da república e cartazes pedindo a saída de Jair Bolsonaro do governo. O ato também serviu para reforçar a luta contra o racismo, pelas mortes recentes dos meninos João Pedro e Miguel.

“O ato simbólico teve como objetivo mostrar a indignação para com o governo Bolsonaro, que vem tomando medidas contrárias a comunidade internacional e científica, tomando inclusive rumos autoritaristas, passando a omitir os números totais de vítimas da Covid-19”, afirma a nota encaminhada pelos organizadores do protesto.

Do G1 Paraíba