Aplicativo auxílio emergencial do Governo Federal.

No dia 31 de outubro, o Auxílio Emergencial 2021 chegará ao fim. Devido à proximidade do fim do programa, bem como pela dificuldade em conseguir avançar com o Auxílio Brasil, programa de distribuição de renda do governo da gestão Bolsonaro que tem como objetivo substituir o atual Bolsa Família, membros da equipe do governo buscam uma saída que perdure ao menos por todo ano de 2022.

Prorrogação até janeiro de 2023

Dentre as soluções que estão sendo debatidas internamente, de acordo com o portal O Globo, auxiliares do presidente, Jair Bolsonaro, indicaram prorrogar o auxílio emergencial até janeiro de 2023.

Contudo, a nova prorrogação contemplaria somente os 14,6 milhões de beneficiários que recebem o Bolsa Família, sem qualquer prorrogação para a grande maioria que faz parte do público geral de trabalhadores informais.

Segundo informações a nova prorrogação exclusiva aos beneficiários do Bolsa Família será de cerca de R$ 250 e poderá ser cumulativo aos valores que os beneficiários recebem do programa social.

Auxílio Brasil pode fracassar
O Auxílio Brasil era a grande aposta do governo, contudo, a gestão atual se vê cada vez mais longe de conseguir aprovar a medida, isso porque o governo já não vê esperanças das casas do Congresso Nacional apoiarem a Reforma do Imposto de Renda.

A Reforma do Imposto de Renda seria crucial para bancar o novo custo do programa social que contemplaria mais pessoas e teria um valor bem superior ao atual Bolsa Família. Além disso, o governo também aguarda pela aprovação da PEC dos Precatórios, que também parece que não vai sair.

Assim já chegamos ao final de 2021 e caso o governo não consiga implementar o Auxílio Brasil o projeto deverá ser engavetado, pois, como o ano que vem é um ano de eleições, a legislação proíbe a implementação desse tipo de medida em ano de eleição..

Do ManchetePB
Com Jornal Contabil