Dados divulgados nesta terça-feira (14) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) mostram que o Paraíba registrou 139 casos confirmados de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso, sugestivos de infecção congênita no período de agosto de 2015 até a vigésima terceira semana de 2016. Desta forma, são três casos a mais do que os dados divulgados há sete dias atrás.

De acordo com o boletim, 297 casos ainda estão sendo investigados e 450 já foram descartados.

Dos casos notificados na Paraíba, 25 evoluíram para óbito, sendo confirmados 13, nos municípios de Sapé (2); São José do Sabugi (1); São João do Rio do Peixe (1); São Miguel de Taipu (1); Santa Rita (2); Sossego (1); Olivedos (1); Juazeirinho (1); João Pessoa (1); Conde (1) e Campina Grande (1). Três foram descartados e nove estão sendo investigados.

Ainda segundo a SES, o Governo do Estado vem desenvolvendo uma série de atividades de combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, o Aedes aegypti, com o apoio do Exército Brasileiro, Corpo de Bombeiros, Marinha do Brasil, Polícia Militar, além dos Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias.