Há, ainda, a previsão de um novo aumento para o dia 1º de julho

O preço do gás de cozinha vai aumentar, em dinheiro, entre R$ 2 e R$ 3, conforme o Sindicato dos Revendedores de Gás da Paraíba (Sinregás). O reajuste começa a valer a partir desta segunda-feira (22) e ocorre porque, de acordo com a Petrobras, o preço médio do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) vendido nas refinarias subiu 5% na sexta-feira (19), o que vai interferir também no valor final do produto.

Conforme o presidente do Sinregás-PB, Marcos Antônio Bezerra, o último aumento aconteceu no dia 22 de maio e ainda há a previsão de um novo aumento para o dia 1º de julho.

A Petrobras informou que com o aumento de 5%, o preço médio em que o botijão de 13 kg sairá da refinaria é por R$ 25,29 e que, no ano, o acumulado é de redução no preço de 9,1%, o que equivale a 2,52 R$/13kg. O valor final nos estados tem também a influência de impostos estaduais e federais, além das margens de distribuição e revenda.

“Desde novembro de 2019, a Petrobras igualou os preços de GLP para os segmentos residencial e industrial/comercial, e que o GLP é vendido pela Petrobras a granel. As distribuidoras são as responsáveis pelo envase em diferentes tipos de botijão e, junto com as revendas, são responsáveis pelos preços ao consumidor final”, disse em nota a Petrobras.