A pré-candidatura da professora Michele Ribeiro ganha reforços importantes e desponta com força na disputa pela Prefeitura de Pedro Régis, cidade no litoral norte paraibano.

Segundo informações da assessoria, Ribeiro recebe adesões das principais lideranças políticas do Município, e nomes que declaram apoio à pré-candidatura dela pela primeira vez, como os ex-vereadores “Meu” e Zezinho Abreu, e Antônio Guedes, os ex-secretários do município: Wilson Lisboa (Saúde) e a esposa dele, psicóloga Socorro Lisboa (Educação), Jane Guedes (Educação), José Augusto (Educação), Junior Vieira (Cultura), Téia do Abacaxi (adjunta da Agricultura); lideranças comunitárias como o jovem “Medalha”, Toinho das Cadeiras, Tarcísio locutor, Gino do Tempero, Jório Vieira, Zé Vermelho, entre outros. Além das adesões, ela ainda conta com o apoio dos vereadores Virgínio Ribeiro, Zé Carlos, Carlinhos da Banana e Floreistan Abreu.

A pré-candidata é do grupo de oposição que traz como pré-candidato a vice-prefeito o jovem Márcio Dias. Os dois terão como adversário o médico e ex-prefeito da Cidade, Severino Batista, que já governou Pedro Régis por 8 anos, fazendo sucessor o atual prefeito José Aurélio (Baia).

Para a reportagem do Manchete PB, representantes de comunidades rurais disseram que o motivo para mudança e adesão ao grupo de oposição, é por “estarem cansados do “domínio” pelo mesmo grupo político que há 16 anos está no poder e não cumpriram importantes obras prometidas ainda em campanha, a exemplo do Ginásio de esportes, da pavimentação das ruas da cidade, da construção de posto de saúde no Bairro São José, de quadras poliesportivas na zona rural, do calçamentos que começaram há quatro anos e não concluíram, da paralisação da construção de uma creche…”, explicam. Segundo declaram, “Pedro Régis está parada no tempo e permanece com os mesmos problemas há décadas, e pra piorar, ainda há as irregularidades na gestão pública que recentemente foi alvo de inquérito do Ministério Público do Estado (MPPB), pedindo condenação e imputação débito de quase 17 milhões ao atual gestor. Essas duas gestões simplesmente não cuidaram da cidade”, disseram.

Michele Ribeiro já foi secretária municipal da Educação e é filha de família tradicional na região, o pai dela foi prefeito da cidade vizinha Jacaraú, quando Pedro Régis ainda pertencia como Distrito. É professora e Doutora em Serviço Social, filiada ao Cidadania, partido do governador João Azevedo. Embora jovem, tem uma visão madura de gestão pública, e acredita que agora, com a união de grandes nomes em favor do projeto político da oposição, chegará mais forte ao objetivo.

A pré-candidata destacou a importância dessas adesão que se unem aos amigos e correligionários que já a apoiam há mais de dez anos. “São pessoas que se unem em busca de melhoria na qualidade de vida da nossa população. Conversamos com o povo de nossa cidade, sabemos da realidade e que travam lutas diárias. Pedro Régis está abandonada, com descaso total na aplicação dos recursos públicos para melhoria das condições de vida do povo, evidenciando enorme desrespeito à população”, disse.

Ela afirma que é contra política retrógrada, que ela chama de “política do mandonismo”. “Ninguém suporta mais, e estes apoios mostram que estamos aglutinando forças que estão em busca de renovação, um novo momento de esperança, trabalho e principalmente acesso aos serviços públicos para nosso povo, porque a participação população são princípios democráticos e devem ser preservados”, conclui

Manchete PB

Fotos: assessoria Michele Ribeiro

 

Fotos: assessoria Michele Ribeiro