Greve foi decidida por maioria dos servidores (Foto: Divulgação)
Greve foi decidida por maioria dos servidores (Foto: Divulgação)

Durante uma assembleia realizada nesta sexta-feira (22), os servidores técnico-administrativos da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) decidiram e vão entrar em greve a partir do próximo dia 28 de junho. Segundo Maelson Lucena, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Ensino Superior do Estado da Paraíba da UFCG, a categoria está insatisfeita com a política salarial, cortes no orçamento e indícios de terceirização em alguns setores. Conforme ele, participaram da votação mais de 150 servidores e a greve foi acatada por unanimidade.

O presidente ainda disse que neste sábado (23) haverá uma plenária nacional para se discutir a questão da greve em todas as universidades federais do país. De acordo com informações que foram repassadas para o Sintespb UFCG, os servidores técnicos administrativos de 49 universidades do Brasil já aprovaram o indicativo de greve. Na próxima segunda-­feira (25) acontecerá a assembleia dos professores para aprovarem ou não o indicativo de greve da categoria.

A reitoria da UFCG, por meio de sua assessoria de comunicação, informou que só se pronuncia sobre o assunto após o recebimento de um documento oficial que comprove oficialmente a paralisação. Até o momento esse documento ainda não tinha sido entregue à reitoria.