Depois do pastor Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial, que prometia uma falsa cura do coronavírus através da venda de uma semente por R$ 1.000, outro líder evangélico neopentecostal está anunciando um “milagre” contra a doença.

Há mais de uma semana o pastor R.R.Soares está anunciando que fiéis de sua igreja, a Internacional da Graça, estão se curando graças a uma água “consagrada” por ele em ritual.

Além de ser dono da RIT TV (emissora UHF) e da Nossa TV —uma minúscula operadora de TV paga—, R.R. Soares há décadas ocupa a grade de emissoras como a Band e a RedeTV.

Em seus programas o pastor fala das propriedades “milagrosas” de uma oração feita por ele somada à ingestão do copo de água consagrado por ele, enquanto pede doações aos fiéis.

Ele já havia “anunciado” em abril uma oração-comando que curaria o coronavírus, como esta coluna antecipou com exclusividade.

Em vídeo, dois assistentes do missionário anunciam as curas em sequência dos fiéis que “acreditaram” no poder da água benta: “Tenho dois casos. José Vicente, pelo You Tube, Ele conta que o Alex Mesquita do Rio de Janeiro estava internado no Rio há 11 dias e recebeu alta”, proclama uma moça.

“E o segundo?”, cobra Soares. “É da Mirna Santos, pelo Facebook. A mãe estava com o vírus, ficou 15 dias no respirador e após a oração ficou curada”, segue a assistente.

“João Machado, e você tem quantos do Covid, cobra o líder da igreja?”. “Tenho seis testemunhos do Covid”, responde.

“Primeiro”, ordena Soares. “Primeiro é Sebastião do Rio de Janeiro. Fazia oito dias que a filha dele estava com Covid, mas depois da oração e do copo com água ela está curada”, diz. E segue: ” Cosilene (sic) do Rio de Janeiro estava internada com Covid mas ela fez a oração e foi curada”.

E segue a ladainha de supostos testemunhos de curados pelo milagre do pastor. No vídeo obtido pela coluna (veja acima) não há nenhum testemunho presencial sobre a “cura”. São todos relatos em segunda ou terceira mão, do tipo “o cunhado da fulana melhorou”.

De acordo com o Ministério Público Federal, a promotoria vai investigar o caso e pedir para tirar os vídeos do ar, que estão nos canais da igreja nas redes sociais. Os procuradores também podem acusar Soares de estelionato e prática de charlatanismo, entre outras contravenções.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), ainda não existe nenhuma cura ou vacina que proteja ou cure as pessoas do coronavírus.