Oi povo lindo …

 

Estou aqui novamente … e se você vem acompanhando minhas postagens sabe que eu falei que contaria para vocês como sei bem o que sentem quanto a Ansiedade.

Garanto a vocês queridos, que mais que saber o que você sente por estudar nos livros dos grandes autores e estudiosos da complexidade do ser humano, eu já estive no seu lugar, sim já tive crises de ansiedade, ou melhor crises de pânico.

Depois que eu me formei em 2005 viajei para fazer uma pós na PUC de São Paulo, sozinha, sem família, dividi um apartamento com mais 3 moças que nunca vi, enfim, eu que nunca tinha até então nem viajado para fora do meu Estado, fui morar sozinha numa cidade gigantesca como São Paulo.

Tudo foi muito ameaçador e incerto, precisei trabalhar para manter meu aluguel e alimentação, etc … enfrentei muitos desafios como: lidar com pessoas e situações que nunca havia experienciado, clima diferente, sotaque diferente, cultura diferente, preconceitos, problemas financeiros, adapatação, etc …

Então, trabalhei um tempo numa creche que eu demorava 3h para chegar lá e sempre que eu entrava nos metrôs e ônibus sanfonados, começava a passar muito mau: aceleração cardíaca, ânsia de vômito, sensação de desmaio, falta de ar, angústia, entre outros sintomas … pensei que estava morrendo.

Comecei a fazer Respiração Controloda e administrar os meus pensamentos e ai fui saindo desse estado. A respiração controlada é uma das técnicas que usamos para sair de uma crise de ansiedade, mas isso é matéria para nossa próxima semana, por isso, não perca. Hoje quero falar sobre os pensamentos e como administrá-los.

Você sabia que a mente menti para nós? Sim, ela mente e por isso não podemos acreditar em tudo que ela sugere. Nossa mente está sempre ocupada, constantemente estamos pensando sobre todo tipo de coisas, e esses pensamentos nos fornecem comentários passageiros bem convincentes sobre o que esta acontecendo ou o que pode acontecer. Os pensamentos são automáticos e a maioria deles negativo.

O que sua mente tem te sugerido? Quais os pensamentos negativos que rondam sua mente? Do que você tem medo? Que situações ou pessoas trazem essa antecipação do estado de alerta?

Os pensamentos afetam o que sentimos e o que fazemos. Os pensamentos negativos são pensamentos inúteis e nos deixam presos numa armadilha. Pensamentos inúteis são contínuos com coisas que não podemos controlar ou evitar.

Quero ajudá-los e desafiá-los a experimentar algo, toda vez que você estiver com sintomas ou se sentindo mau, pare e observe o que você estava pensando antes.

Olha, quando você identificar um pensamento negativo precisas duvidar dele, e aprender a questioná-lo. Vou te sugerir algumas perguntas para você se fazer quando o pensamento negativo chegar, toma nota aí e na outra semana vamos falar sobre técnicas para usar para sair da crise de ansiedade:

  1. O quanto que você acredita nesse pensamento de 0 – 10?
  2. Que evidências apóiam este pensamento?
  3. Que evidências não-apóiam este pensamento?
  4. O que eu diria ao meu melhor amigo se ele pensasse isso?
  5. O que meu melhor amigo me diria se ouvisse meu pensamento?
  6. O quanto eu acredito nesse pensamento agora de 0 – 10?
  7. Qual seria um pensamento mais equilibrado?

 

E aí? Vamos tentar? Vão ver que dá realmente resultado. Aguardo vocês na semana que vem. Beijos da sua psi Rônia.

Psicóloga Rônia Galdino

Contato: (83) 9 9175-5816