O Ministério da Saúde emitiu nota técnica nessa quarta-feira (15) não recomendando a vacinação de adolescentes entre 12 e 17 anos, sem comorbidades, contra a Covid-19. Anteriormente o órgão federal recomendava a vacinação do grupo a partir do dia 15 de setembro.

“A Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 revisou a recomendação para imunização contra COVID-19 em adolescentes de 12 a 17 anos, restringindo o seu emprego somente aos adolescentes de 12 a 17 anos que apresentem deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade, apesar da autorização pela Anvisa do uso da Vacina Cominarty (Pfizer/Biontech)”, diz trecho da nota.

Para alteração na recomendação de imunização dos adolescentes, o Ministério da Saúde cita o fato da Organização Mundial de Saúde não recomendar a imunização de criança e adolescente, com ou sem comorbidades.

Ainda conforme a nova nota técnica: a maioria dos adolescentes sem comorbidades acometidos pela Covid-19 apresentam evolução benigna, apresentando-se assintomáticos ou oligossintomáticos; os benefícios da vacinação em adolescentes sem comorbidades ainda não estão claramente definidos; apesar dos eventos adversos graves decorrentes da vacinação serem raros, sobretudo a ocorrência de miocardite (16 casos a cada 1.000.000 de pessoas que recebem duas doses da vacina); redução na média móvel de casos e óbitos (queda de 60% no número de casos e queda de mais de 58% no número de óbitos por covid-19 nos últimos 60 dias) com melhora do cenário epidemiológico.

O órgão federal reforça que estados e municípios sigam as orientações do Programa Nacional de Operacionalização da Covid-19.

Do Manchete PB
Com MaisPB